terça-feira, janeiro 31, 2006

Conservas & sardinhas

O António não aceita os casamentos entre homossexuais.

- Já viste? Duas mulheres vão tentar casar numa conservatória do registo civil!
- E os filhos sabem?
- Quais?
- Os da conservadora, claro...
_

quarta-feira, janeiro 25, 2006

Bastidores

O Calinas desvendou alguns apanhados dos candidatos no dia das presidenciais:

Garcia Pereira falando com um cliente:
- Descanse homem. Se for eleito eu indulto todos os meus clientes!

Francisco Louçã foi almoçar fora com a família:
- Olhe, para entrada pode ser caviar.
- Chico, nós somos de esquerda!
- Descansa, bastam-me 5% para receber 3.750.000€

Jerónimo de Sousa em confidência com um apoiante:
- O meu sorriso cativou muitas mulheres, nunca perdi o jeito...

Mário Soares exclamou à mulher ao acordar da sesta:
- Ganhei, ganhei!
- Estás bem?
- Foi só um pesadelo...

Manuel Alegre confidenciou a alguns apoiantes:
- Estou certo que vou à segunda volta. Recandidato-me daqui a 5 anos!

Cavaco Silva sentindo a vitória:
- Não me posso esquecer de incluir no discurso a minha gratidão ao Sócrates...
_

sexta-feira, janeiro 20, 2006

Contra tempo

Tempo de eleições, oportunidade para se ir à terra rever amigos. Isso terá pensado o Tiago que já por cá anda há 2 dias.

- Então vens votar?
- Claro, ia lá eu perder isso!
- E vais votar bem?
- Voto sempre bem mas o meu candidato perde sempre?
- Quem?
- O euromilhões...

terça-feira, janeiro 17, 2006

Audiograma

O Bardo tem um novo programa na rádio cá da terra. Contactou em directo a primeira vítima.

- Bom dia, está no ar no programa “Agora cantas tu”!
- Ó Manel, ó Manel – gritou a mulher ao marido que ainda dormitava – está aqui um homem a dizer que agora cantas tu!
- ... ó Maria, diz-lhe que eu não posso cantar...
- Porquê?
- Se cantar fogem-me as orelhas...
A Maria respondeu ao bardo:
- O meu homem não pode cantar, já me ouve mal e ainda acabo a falar sozinha!
- Ó Maria, pergunta lá ao homem o que quer que eu cante...
_

quinta-feira, janeiro 12, 2006

Mulheres

O António anda atormentado.

Não entendo as mulheres! A minha passa a vida a queixar-se que está sem roupa.... mas eu gosto!

*A história segue já a seguir... ou será conseguir?

terça-feira, janeiro 10, 2006

Jura

Meus amigos, não posso fazer promessas! Caiu-me uma bolota em cima e ando cá com uma dor de cabeça...

*Mais um dia ou dois e isto passa!

quarta-feira, janeiro 04, 2006

Intróito

Venho penitenciar-me. Este blog tem sido escrito à velocidade d'um alentejano. Isto vai mudar, tal como mudam as searas que de verde se fazem amarelas.
Como devem ter reparado, os leitores assíduos que têm pachorra p'ra me ler (será qu'os tenho?), comecei em Setembro a saga d'uma vila alentejana que só não desvendo pr'a proteger os meus amigos de sempre. Este não é um blog pessoal, retrata bons momentos qu'aqui se passam e outros que, pelo exagero, aqui se podiam passar.
O próximo post descreverá a vila e os seus habitantes, aqueles que me merecem registo. Os personagens são assim mesmo, alentejanos de cepa que nunca se ficam nem se deixam levar. Costumamos dizer, "não há chaparro que nos cubra, nem vinho que nos engane!"
_

terça-feira, janeiro 03, 2006

Regicídio

O Zacarias continua profundo:

- Se os reis magos fossem hoje a Belém não levariam prendas, candidatavam-se ao lugar do menino!

*Leiam o post seguinte e se puderem comentem.

De bate

O Calinas revelou na edição de hoje a conversa de bastidores tida entre os candidatos presidenciais antes do debate televisivo.

Soares: Venho a este debate constrangido, o professor Cavaco vai limitar-se a falar de assuntos da competência do governo. O senhor ainda não percebeu que o governo não lhe dará boleia no autocarro.
Cavaco : boa imagem! De facto, um acidente de autocarro pode ter várias leituras. Se ele estiver cheio de italianos será uma tragédia, mas se forem romenos será o desemprego a diminuir.
Soares: você é um insensível! Como pode falar assim dos romenos que tanto têm ajudado este país. Aliás, quando eu for presidente vou propor a nacionalização de todos os emigrantes!
Alegre: o camarada Soares esquece-se que esses emigrantes não falam português?
Soares: oh pá, está calado, os gajos votam à esquerda! Eles vêm do leste.
Louçã: isso a mim dá-me jeito; aposto que têm uma quota elevada de homossexuais...
Cavaco: você parece mais farmacêutico do que economista, não há discurso em que não prescreva Halibut!
Soares: esse tema interessa-me, na minha idade gasta-se uma fortuna em medicamentos!
Alegre: o camarada tem soro e oxigénio em casa?
Soares: pateta, não passas de um pateta!
Louçã: antes isso do que ser o Bafo de Onça!
Cavaco: eu só li o Tintin... e a Bília, claro!
Alegre: uma vida sem poesia... e quer o senhor ser presidente de um povo de poetas?
Louça: o Manuel pode ser poeta, mas os intelectuais estão connosco!
Soares: nisso estamos de acordo, os intelectuais estão convosco e os inteligentes connosco.
Alegre: ó Mário, sabes que eu nunca concordei com algumas colocações políticas; o país precisa de pessoas competentes!
Cavaco: chamam-me pai do monstro, mas nem para mãe dele servia!
Louçã: vá dizer isso ao doutor Cadilhe...
Soares: acho que esse gajo já é meu apoiante...
Alegre: nada disso, acho que é meu!
Louçã: querem ver que os senhores entregaram a mesma lista de assinaturas?
Alegre: se calhar, mas as nossas tinham assinaturas!
Louçã: e eles tinham estudos para isso?
Soares: por falar em estudos, viram o Jerónimo?
Cavaco: lembro-me sempre do jumento...
Alegre: o gajo é porreiro, já tomou uns 10 cafés e guardou os pacotes de açúcar para levar para o partido.
Soares: não toma açúcar? Faz ele bem, evita o colesterol... ou será a glicemia? A minha memória...
Cavaco: o senhor não pode ser eleito presidente da república. Belém não reúne as condições para ser uma casa de repouso!
Soares: não percebo porque não foi testar o citroen no Paris-Dakar?
Alegre: as vossas picardias só me ajudam, alguma vez eu me candidatava se vocês não fossem já candidatos?!
Louçã: e eu candidatei-me porquê?
Nisto entra o líder comunista.
Jerórimo: por mim, Francisco, por mim!
Havendo quórum o debate começou de seguida.

*Deste post saiu um SMS: "Soares não pode ser presidente da república. Belém não reúne as condições para ser uma casa de repouso!"

segunda-feira, janeiro 02, 2006

Apetece-lhe algo, senhora?

Há coisas que não se contam, muito menos se explicam.

Rodas: Este ano ofereci chocolates à minha Maria.
António: Então porquê?
Rodas: Porque derretem entre os 36 e os 38º e são afrodisíacos!
António: Mas a tua Maria é de uma ex-colónia?

*Bom 2006 e fujam dos chatos!