quinta-feira, novembro 10, 2005

Ó... ó... és tão linda!

O Manel anda agarrado à bebida desde qu'o conheço. Tem a alcunha d'o Bagaço embora eu nunca o tenha visto beber algo mais do que vinho. E nisso é exigente, o traçado tem estar cheio até às bordas do copo, só quando entorna é qu'ele se dá por satisfeito.
Quando saí de casa da Etelvina dei com ele junto ao portão e, por gozo confesso, acompanhei-o por alguns metros a ouvi-lo palrar como poucos políticos conseguem*.


Encontra um cão a urinar numa árvore e mete conversa, “então ó isso faz-se ó... ó... não tens de levantar a tampa? E os outros que... que limpem! É... é... é... o tanas ó ah... pois é!”. O cão mira-o de frente e com um latido afasta-se, “ó... ó... olha-me este... ó mau hálito! Vai lavar os dentes... ó... ó... mija na tampa!”.

Uns metros mais à frente pára defronte a uma parede, puxa de um lápis e, num ziguezague que me deixou tonto, desenha uns olhos e uma boca. De seguida, ainda em movimento, pergunta, “cu...cu...com’é que te chamas?”. Rodopia agora sobre o pé esquerdo enquanto assobia “ó és tão linda, ó és!”. Após duas ou três piruetas continua, “como? Bro... bro... bruxa? Mentira! Ó... ó... ora mais depressa s’apanha do que s’agarra! Ah pois é!”, enquanto isto eu mirava-o completamente perplexo. “Mentira!” e nisto pára, olha a parede e num tom ameaçador pergunta, “cu... cu... com’é que sabias o... o... o que te perguntei se não tens orelhas? Hein!”, e satisfeito recomeça a ziguezaguear.

Ao descer o passeio escorrega e cai com grande estrondo. O néctar da garrafa que traz no bolso escorre-lhe agora pelo casaco e calças. O cheiro a vinho rapidamente empesta o ar. “Ena, ena... temos vindima! E o vinho este ano vai ser... vai ser do bom, deste já eu bebi!”.
Nisto aproxima-se o Rui Jorge, cabo da GNR e homem de paciência santa. “Ó... ó... olha-me este, fala-se em vinho e já vem à prova...”. O guarda dá-lhe a mão e ajuda-o a levantar-se.
“Ó... ó sô guarda... pedia-lhe um favor!”, ao que o Rui responde, “e não te estou a ajudar já?”. O Manel volta a insistir, “é... era se podia passar lá por casa qu’eu... qu’eu tenho uma cadela com o cio... e... e... preciso d’uns cães polícia!”.

Aproveitei a confusão pr'a dar de frosques.

*Contei esta estória ao Tino, mas pela reacção do sobrinho percebi qu'isto é um conto infantil...

16 Comments:

Blogger Humor Negro said...

OH VINHO! LARGA O HOMEM!

11/11/2005 12:58 da manhã  
Blogger segurademim said...

ahahahahaha

já me fizeste chorar de alegria, tá claro!!! já tou cus copos só de ler...

ahahahahah hip hip hip hip

11/11/2005 10:16 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Isto tá bonito, tá!

11/11/2005 10:57 da manhã  
Blogger Eva said...

Vim aqui ver o teu blog, já passei algumas vezes mas não me lembro de ter deixado comentários, estranhei o facto de já teres o link do meu blog anexado ao teu, mas obrigado pela parte que me toca. Vou anexar o meu ao teu.

Felicidades

11/11/2005 2:07 da tarde  
Blogger Marco Ferreira said...

Ó Ó Ó gaju como de costume estás um espéctaculo a escrever. Quando passo por aqui a boa disposição reina.

marinheiroaguadoce em mais uma navegação

11/11/2005 3:44 da tarde  
Blogger Anedotas & Companhia said...

vai o tiburcio :
-oi garina como te xamas????
-vais ter de adivinhar!!!!começa por "O"!!!
-deixa ca ver.... oooo linda!!!!
-nao!!!!!
-entao so pode ser OoooRORA!!!!
-ACERTASTE !!!!!

11/11/2005 3:49 da tarde  
Blogger Elise said...

que infantil, qual quê!!!!

:D

bom fds,

11/11/2005 5:45 da tarde  
Blogger UGAJU said...

humor negro: ele bem parte as garrafas... mas os vapores do álcool não o animam!

segurademim: vai mais um copito? É qu'é já a seguir! Com uma sande de coratos era uma beleza!

anónimo: então não tá!

eva: gaja, fica sabendo qu'aqui linkamos malta porreira que por aqui tenha comentado ou não. Comentaste o post anterior mas se já esqueceste eu perdoo-te! Felicidades é que não pois isso é despedida e eu gosto de ver por aqui gajos e gajas a amarfanhar-me o material!

marco ferreira: a bebida ajudou! Já o Baco dizia, "in vino veritas"!

anedotas e companhia: há uma música brasileira assim "ó ó ó ó Óróra!"

elisa: mas o sobrinho dele só tem 7 anos!!!

11/11/2005 6:53 da tarde  
Blogger mfc said...

No fim de ler o post fiquei cá com uma secura na garganta que nem te lembra!

11/11/2005 7:54 da tarde  
Blogger UGAJU said...

mfc: ó homem, que nada te falte! Bebe lá um trago qu'o vinho é meu e do bom! Já agora come umas castanhas da Etelvina, até saltam!

11/11/2005 10:11 da tarde  
Anonymous Clitie said...

Vim agradecer-te a visita ao Vida e aproveitei para dar uns tragos nestes textos...

Bom fim de semana.

11/11/2005 11:24 da tarde  
Blogger Sophie said...

Em primeiro lugar, agradeço-te o facto de teres passado no meu blog, tenho outros...um deles com uma amiga, se quiseres passar por lá é http://fiosdemarionetes.blogspot.com/
gostei do teu pequeno texto e não me parece tanto um conto infantil assim...

jokas

11/12/2005 8:42 da manhã  
Blogger UGAJU said...

clitie: espero que tenhas bebido bem! Bfds

anok@s: não é infantil? Mas já diz o adágio, "ao menino e ao borracho mete Deus a mão por baixo!".

11/12/2005 8:49 da manhã  
Blogger Eva said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11/14/2005 3:29 da tarde  
Blogger Eva said...

ok ok.... Só uma pequena coisa, se não gostas de felicidades eu muito menos de "gaja". Comentários è parte, continua a escrever que é disso que o povo gosta.

11/14/2005 3:33 da tarde  
Blogger UGAJU said...

eva: eva, eva... não te apoquentes mulher, cá na terra tratamos os homens por gajos e as mulheres por gajas! Quanto às felicidades o que eu não gostava era que não viesses mais! E agora anima-te e aparece sempre que quiseres!

11/15/2005 4:30 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home