domingo, novembro 20, 2005

Doçaria conventual

Uma receita no Calinas dominical.

Cá na terra fazemos marmelada mas nunca juntamos açúcar... fica muito peganhenta!
_

7 Comments:

Blogger Leonoretta said...

ahahahahah

adorei. adoro o humor dos alentejanos. tive uma serie de colegas na universidade que eram alentejanos e eles eram o maximo.

abraço da leonoreta

11/20/2005 10:52 da manhã  
Blogger MWoman said...

Eu que sou especialista em doces e afins (mais nos afins!) também sou da opinião que marmelada e açúcar não têm necessariamente que andar juntos. Já dos marmelos não digo o mesmo!

11/20/2005 1:52 da tarde  
Blogger Margaux said...

Oh mon Dieu...

J'adore marmelade d'oranges! C'est delicieuse..mais avec l'orange et du sucre!

11/21/2005 12:50 da manhã  
Blogger UGAJU said...

leonoretta: e conseguiram acabar o curso? Eu nem lá andei... fiquei-me pela escola! Agora ando à jorna...

mwoman: nem fales em marmelos que não me aguento no meu cajado! Concordo contido, os marmelos devem andar juntos a bem da doçaria conventual...

margaux: Margaux? Je me rappelle de Margaux Hemingway, très belle, une femme fatale. J’ai essayé de trouver ton blog sans succès. Comment je doit faire pour profiter de ce que tu écrives?

11/21/2005 5:36 da manhã  
Blogger legivel said...

Já cá faltavam os marmelos e a marmelada. Gosto de uns e da outra.
Este comment está demasiado subjectivo. Vejamos?! se o posso clarificar.

Gosto dos marmelos com algum açúcar. Se não, não os lambo e choro por mais...
Da marmelada, estou de acordo. Aí o açucar pouco ou falta nenhuma faz. Até a como de olhos fechados!

11/21/2005 12:17 da tarde  
Blogger Cerejinha said...

Tent s toda a razão. O açúcar surge na fervura...
:-)

11/21/2005 1:24 da tarde  
Blogger UGAJU said...

legível: ainda bem que esclareceste... quando falaste em subjectivo eu temi o pior! Pensei que fosses fazer marmelada com os marmelos... quando eles só devem ser lambidos!

cerejinha: é isso, fogo que arde sem se ver!

11/21/2005 7:05 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home