sexta-feira, setembro 30, 2005

Corropio

Anda todo o mundo num corropio com as autárquicas. Aqui na terra temos um presidente que já teve duas cores e que agora concorre como independente. Ninguém lhe leva a mal, afinal ele foi sempre coerente, os partidos é que não. Eu explico; o homem roubou toda a vida e, para alguém assim tão esforçado, deve custar muito ter de abdicar das comissões...



Um mandato é um testemunho que custa muito a passar

quinta-feira, setembro 29, 2005

Lambreta

Gosto de pegar na lambreta e fazer-me à estrada. Trato-a bem, mantenho uns risquitos aqui e ali só para me lembrar que sou um gajo de sorte. Já senti o asfalto, o quente e o cheiro mas, como diz o Mário, nasci encardido em mijo. Sim, porque cá na terra só "tem mijo” quem experimenta a sorte e eu nunca me acanhei com ela! A Etelvina é a outra, nem sei se é sorte, o Mário que o diga...



A lambreta é um transporte familiar; leva-me a mim e ainda sobra um lugar

quarta-feira, setembro 28, 2005

Etelvina

"Gajo que é gajo tem de ter um blog", pelo menos foi o que a Etelvina me disse e quem sou eu para a contrariar? Já me bastam os hematomas com que me brindou quando lhe respondi que "homem que é homem tem de ter uma amante!". Não, lá em casa, amantes... só os dela!

E foram estas palavras sábias do Mário, num desabafo na tasca da Ti Júlia, que me levaram a tentar a sorte aqui. Afinal eu conhecia bem a Etelvina, e se ela o dizia...



Ter uma amante é viver a ilusão de se ter um privilégio sem ter de o partilhar